quinta-feira, 8 de julho de 2010

Vício detectado!


Há muito tempo ouvia falar de uma série médica chamada "House" e até tinha curiosidade de assistir( Embora deteste séries desse gênero, tanto é que nunca vi E.R, vulgo Plantão Médico ou Grey´s Anatomy), mas como não tenho Universal Channel, desisti da idéia.
Até que um dia, nas férias, sem vontade de dormir, a cena de uma mulher desmaiando me chamou a atenção na Record. Logo depois, veio a abertura. Decidi assistir.
O resultado é que até hoje, sou viciada nesse seriado, até consegui a 1° temporada pra assistir(Comecei da 3°).
Não sei o que mais gosto, se é dos casos em que médicos viram verdadeiros detetives da doenças, as ironias lançadas uns aos outros entre diagnósticos ou se o próprio House,um trabalho esplendoroso de Hugh Laurie( Curiosamente ele fez um personagem parecido no filme Razão e Sensibilidade, o sr.Palmer), que consegue misturar ironia, frieza, sensibilidade,humor e comentários mordazes numa criatura só.
Sou daquelas que adora ver o Dr.House passando por cima da burocracia pra salvar um paciente, embora eu não quisesse ser atendida por ele.
Será que as pessoas adoram ver outras quebrando regras, sendo antagonistas, pisoteando as certinhas?
Seria uma válvula de escape da realidade, em que somos o cidadão comum sujeito a leis?
De qualquer modo, eu acho que House é um excelente seriado para refletirmos sobre o nosso modo de enxergar as regras, as pessoas e depois de tudo isso, nós mesmos.
Será esse o motivo do meu vício?

1 comentários:

Camiℓa Oℓiveira disse...

House é tão insuportável e ao mesmo tempo não conseguimos não odiar. Ele quebra regras para salvar os outros e ao mesmo tempo para prejudicar, como fez com amigo dele, ao usar as receitas assinadas pelo amigo para alimentar o vício dele.

É muito bom o seriado, pena que passa tarde na Record e eu não tenho Universal Channel.