sábado, 18 de setembro de 2010

Primeiras Impressões


Faz uma semana que fui assistir meu primeiro jogo de futebol, com meu namorado, no estádio do Castelão. Nunca tive grande interesse na área, mas a pedido do meu namorado, fui ver Santos x Ceará, que culminou na triste derrota do Santos por 2 x 1.
A atmosfera num estádio é contagiante e quando você menos espera está disparando xingamentos contra o juiz, partilha de alegrias e revoltas. E fatos jornalisticamente relevantes aconteceram também. Como o menino que, na ânsia de pegar umas camisas jogadas pelo Neymar, caiu no fosso que separa as arquibancadas do gramado, o que fez vários fotógrafos- abutres tirarem fotos extasiados, até sinalizando para o menino fazer pose, ao invés de ajudarem-no minimamente. A história acabou bem, com o garoto sendo resgatado ileso pelos bombeiros. O outro fato aconteceu no fim do jogo, quando um tumulto ocorreu por causa de Neymar, que reclamava pela marcação acirrada que tinha levado o jogo todo dos jogadores do Ceará( E que foi verdade) e também pelo fato de um jogador do Santos ter sido agredido por um policial, que logo saiu correndo do campo( E esse último fato fiquei sabendo pelo site Globo, já que eram tantos policiais ao redor do campo que não dava para ver o que realmente estava acontecendo).
Saindo da atmosfera de gritos, emoções e até frustrações do Castelão, fui com meu namorado assistir o filme nacional do momento, Nosso Lar, com temática espírita,escrito pelo espírito André Luiz e psicografado por Chico Xavier. Veja bem, antes de mais nada não sou espírtia, mas respeito essa religião e acho seus ensinamentos muito sábios.
O filme conta a trajetória do próprio André Luiz, levando o espectador ao mundo que a doutrina espírita prega com trilha sonora( Do mesmo de As Horas) e fotografia belíssimas, lembrando que o cinema brasileiro é capaz de ir além de filmes violentos e sensuais quando realmente se dispõe a fazer um produto de qualidade. O filme emociona e nos traz uma bela lição de amor ao próximo e à vida como um todo.
E dessa maneira, fui da euforia de um estádio à tranquilidade de Nosso Lar em um dia.

2 comentários:

Nanda disse...

Ei Mikaela,

Legal o post rsrs, isso que é contraste em um mesmo dia, foi tipo um acordo? Eu vejo o filme se vc for no jogo? hehehe. Não curto futebol, já tive a época mas agora nem ligo mais, já o filme eu quero ver rs

bjo

Mikaela Brasil disse...

E nem foi acordo...acabou acontecendo msm. Mas gostei dos dois!